O que as diferenças culturais significam para mim?

A competência multicultural no Canadá e minha posição dentro dela

Gia Freitas é médica

O Canadá é um país reconhecido por receber, aceitar e administrar de uma maneira saudável as diferenças culturais entre seus habitantes. E essa é uma das razões que faz inúmeras pessoas buscarem a experiência de morar aqui. Mas será que cabe a nós delegarmos esse comportamento ao país? O quanto somos multiculturais e aceitamos as diferenças como positivas?

O multiculturalismo pode ser didaticamente dividido em cinco categorias. A primeira é a RED, ou cultura destrutiva, onde o indivíduo ataca outros grupos culturais. É a mais explícita forma de intolerância. A segunda é ORANGE, onde existe uma incapacidade de compreensão do outro, por existirem sentimentos de superioridade, dominância e um viés de formação. YELLOW representa as pessoas que ignoram a importância das diferenças culturais na formação do indivíduo e colocam todos em um mesmo patamar de igualdade. GREEN, ou pré-competência, é formado por pessoas que já conseguem dar pequenos passos para melhorar a compreensão, aceitação e inclusão dos grupos, e é capaz de responder efetivamente às diferenças culturais. BLUE é a competência multicultural, onde um indivíduo é capaz de acessar, aceitar e respeitar de maneira congruente o outro indivíduo incluindo todas as características que o compõe (idade, sexo, etnia, raça, orientação sexual, habilidade física) somadas às suas dimensões externas (experiência profissional, renda, religião, formação educacional, estado civil). Por fim, temos a proficiência cultural ou PURPLE, onde os traços culturais são abraçados de uma maneira proativa, é a luta pela representatividade e expressão plena do ser.

Assim, antes de criticarmos, julgarmos, ou apenas reproduzirmos comportamentos estimulados, cabe a nós refletirmos onde estamos dentro de nossas crenças e da nossa aceitação de multiculturalismo, para sermos capazes de compreender a grandeza de cada indivíduo como único, com toda história que o construiu para ser o que ele é. Tolerância e empatia devem ser exercidas no cotidiano, nos pequenos gestos, para melhorarmos como pessoas e como cidadãos, independente do país em que estamos.

Sobre Jornal de Toronto (615 artigos)
O Jornal de Toronto nasce com o intuito de trazer boa notícia e informação, com a qualidade que a comunidade merece. Escreva para a gente, compartilhe suas ideias, anuncie seu negócio; faça do Jornal de Toronto o seu espaço, para que todos nós cresçamos juntos e em benefício de todos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: