Morada do Caboclo

Fotógrafo brasileiro Felipe Fittipaldi abre exposição em Toronto

Exposição “Backlands | Morada do Caboclo”, de Felipe Fittipaldi, na Underscore Projects.

“O sertanejo é, antes de tudo, um forte.” (Euclides da Cunha, livro Os Sertões)

No último dia 16 de março, a galeria Underscore Projects inaugurou a exposição “Backlands Morada do Caboclo”, do fotógrafo brasileiro Felipe Fittipaldi. Felipe vive em Vancouver e já não é de hoje que tem uma produção madura, sensível e certeira. O local da mostra em Toronto é excelente e, por si, já vale a visita, e mais ainda pelo fato de abrigar uma exposição de arte brasileira de alta qualidade, coisa raríssima por aqui.

Para quem espera ver fotos de um Brasil de praias, florestas e bananas, vai poder ver exatamente o oposto. Em tempos duros como os atuais, mostrar o Brasil “pra inglês ver” não nos ajuda em nada. Foi-se o tempo em que nossos estereótipos festivos convenciam o estrangeiro desavisado. Essa exposição parece mostrar, em princípio, as mazelas do semiárido nordestino, a vida miserável do caboclo que enfrenta a secura de recursos, o êxodo dos mais jovens e a falta de esperança diante de um clima brutal; no entanto, as belíssimas imagens capturam também a beleza do sertão, a determinação e resiliência de um povo que sobrevive, apesar de tudo e todos. Difícil ver beleza em cenas tão tristes, mas também difícil não ver força, coragem e resistência na realidade quase surreal dessas belíssimas imagens.

Há também um silêncio em todas elas, em parte pelo trabalho primoroso com os tons escuros, trazendo dramaticidade à luz cuidadosamente escolhida, e em parte pelo modo como as pessoas foram fotografadas, tão indissociáveis das paisagens que habitam.

Exposição “Backlands | Morada do Caboclo”, de Felipe Fittipaldi, na Underscore Projects.

O Brasil certamente não é apenas feito de coisas tristes, e há inúmeros exemplos que mostram a beleza de seus lugares e de seu povo; mas o Brasil também não é esse país do Carnaval – nem mesmo do futuro, como agora sabemos – e “Backlands Morada do Caboclo” mostra ao espectador como, em nosso país, beleza e sofrimento caminham juntos.

Parabéns a Felipe Fittipaldi pelas obras, ao Underscore Projects pela ótima exposição, e ao Consulado-Geral do Brasil em Toronto pelo apoio merecido.

A exposição vai até 30 de março, de quarta a sábado, das 3 às 6pm, na Underscore Projects (1468 Dundas St. W., 2 andar).

Sobre Alexandre Dias Ramos (25 artigos)
Alexandre é editor-chefe do Jornal de Toronto, mestre em Sociologia da Cultura pela FE-USP, doutor em História, Teoria e Crítica pela UFRGS, e membro-pesquisador da Universidade de São Paulo. É editor há 20 anos e mora em Toronto, Canadá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: