5 _ O canal do YouTube

Da série “Amanda Pro Canadá”

Foto: Manfred Richter.

Rodrigo Fessel Sega é sociólogo pela Unicamp

Da série “Amanda Pro Canadá

O marido de Amanda não poderia estar mais feliz: havia conseguido uma promoção na empresa. Passou para a posição de web designer que desejava desde que chegaram a Toronto. Estavam há dois anos no Canadá e Amanda estava um pouco apreensiva, apesar das comemorações. Foram ao restaurante indiano na Queen Street que ela adora. Dessa vez, Amanda não se sentiu bem e decidiram deixar o passeio em downtown para o final de semana.

Ao chegar em casa, Amanda viu as abas do computador abertas. Repassou novamente o olho sobre o canal de YouTube que havia criado, mas que não conseguiu concluir. Ela já tinha criado um blog há dois anos, desde o último dia que estavam no Brasil. Começou a escrever ainda no aeroporto, à espera do voo. Pensou que “Amanda Pro Canadá” seria um nome que ia dar certo. Escreveu a primeira postagem sentada em um banquinho, dentro de um bar. Um texto simples, curto, com a fotografia dos dois segurando uma caneca de chopp. Nos dois parágrafos acima da imagem, mencionava a compra de vários chocolates no free shop por um preço em conta. A publicação da postagem foi rápida, sem muita revisão, seguida por uma sensação de êxito.

O canal do YouTube, no entanto, aguardava conclusão há algumas horas, mas ela não conseguia clicar no botão para tornar tudo aquilo online. Tinha medo de que sua dicção não fosse boa ou que, aos 33 anos, achassem-na desinteressante na tela. Voltou a assistir ao vídeo de abertura do canal, riu saudosa do título “Amanda Pro Canadá” e se sentiu melhor. Lembrou-se de que havia tomado a melhor decisão ao desistir do college de social worker e que talvez devesse começar uma nova faculdade, como seu marido sugeriu. Tinha receio de ser a mais velha da turma, de não conseguir acompanhar as aulas e de que, quando terminasse, estaria mais velha ainda para o mercado de trabalho.

Aflita, repensava se adiantaria começar outra faculdade. Queria que sua mãe estivesse ali, sentada na mesa da cozinha ao final da tarde, lendo suas revistas de viagem. Sentia saudades do verão, do sol, da vida agitada de São Paulo. Sentia saudades de tomar uma cerveja sentada na calçada com as amigas no interior. Amanda demorou ainda três semanas para colocar no ar seu canal do YouTube, logo depois de descobrir que estava grávida.

Sobre Jornal de Toronto (725 artigos)
O Jornal de Toronto nasce com o intuito de trazer boa notícia e informação, com a qualidade que a comunidade merece. Escreva para a gente, compartilhe suas ideias, anuncie seu negócio; faça do Jornal de Toronto o seu espaço, para que todos nós cresçamos juntos e em benefício de todos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: