Conversa Fora 20 _ Felicidade, dentro e fora da gente

Os apresentadores Nilson Peixoto e Alexandre Dias Ramos.

Difícil ser feliz? Depende. Se são apenas as circunstâncias que comandam nossa alegria, então talvez não dê para mudar essa vida ingrata; mas se prestarmos atenção à vida e começarmos a pensar e agir diferente, poderemos então descobrir a felicidade de várias formas e nas mais variadas circunstâncias, inclusive durante a pandemia.

Você também pode acompanhar nossos podcasts pelo SpotifyApple Podcasts ou SoundCloud.

Músicas: “Kalemba”, do grupo Buraka Som Sistema; “Don’t Worry, Be Happy”, com Mart’nália; “Teia da Felicidade”, de Carlinhos Brown; e “Felicidade”, de Jorge Neto.

O livro citado pelo Nilson no episódio chama-se The How of Happiness: a new approach to getting the life you want, de Sonja Lyubomirsky.

Sobre Jornal de Toronto (629 artigos)
O Jornal de Toronto nasce com o intuito de trazer boa notícia e informação, com a qualidade que a comunidade merece. Escreva para a gente, compartilhe suas ideias, anuncie seu negócio; faça do Jornal de Toronto o seu espaço, para que todos nós cresçamos juntos e em benefício de todos.

1 comentário em Conversa Fora 20 _ Felicidade, dentro e fora da gente

  1. Carlos Roberto Pereira // 27 de setembro de 2020 às 1:10 pm // Responder

    O que me deixa feliz é estar com a família e os amigos, meus pets, minhas plantas, meus trabalhos manuais.
    A lista é grande! Kkkkk
    Sem dúvidas a gratidão é o início de tudo. Tem um caso interessante, de um cara que era funcionário de um restaurante, e um dia aconteceu um assalto ao estabelecimento, e esse cara estava fumando nos fundos do restaurante, por onde fugiram os indivíduos, assustaram com ele e dispararam muitos tiros no mesmo.
    O funcionário foi socorrido. No hospital os médicos e enfermeiros, olhavam a situação, e faziam cara feia, sinal negativo com a cabeça. Ele pensou que tinha que mudar a forma, como todos reagiam, foi quando eles o perguntaram. Você é alérgico a alguma coisa.
    E ele respondeu: Sim. A balas. Tirem isso logo de mim. Todos tiram, e a cirurgia foi longa, porém exitosa.
    Depois de um tempo, perguntaram a ele, sobre sua reação, em um momento tão crítico. E ele disse: ” Quando acordo posso escolher como será o meu dia, se será bom ou ruim, e eu escolho sempre que será bom, independente do que me aconteça.”

    Um grande abraço primo!
    Carlos Roberto Pereira

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: