Não suma do mapa!

A vida de imigrante geralmente inclui uma série de mudanças de casa, e com isso a necessidade de avisar todo mundo sobre o novo endereço

Foto: Ralph_Pixabay.

José Francisco Schuster é colunista do Jornal de Toronto

A vida de imigrante geralmente inclui uma série de mudanças de casa. Afinal, é uma fase de adaptação ao novo país, e acabamos fazendo diversas mudanças: quando encontramos um imóvel para alugar com menos problemas, mais barato, mais próximo do trabalho (e do trabalho novo) etc., até chegarmos à casa própria, se for possível. Mesmo assim, ainda pode haver novas mudanças, em busca de um imóvel mais adequado, em função de uma separação ou de mudança de emprego.

O importante é que, a cada mudança, avisemos não só familiares e amigos, mas todos os órgãos com quem temos contato, tanto por razões não tão agradáveis – novo endereço para mandarem as contas – como interessantes: podem estar tentando nos fazer um pagamento ou restituição. E há muitos casos em que os beneficiários não conseguem ser localizados, apenas por não atualizarem seus endereços. Claro que o celular e o e-mail ajudam hoje em dia, mas as formalidades ainda ocorrem por carta, via de regra.

O ideal é preparar uma listinha antes de cada mudança e ir “ticando”, para não esquecer de ninguém. Algumas trocas de endereço são fáceis, online; outras, dão um pouco mais de trabalho. O importante é nada ficar para trás. A seguir, enumero alguns itens que certamente estarão na sua lista. Mas não esqueça de acrescentar os seus casos pessoais!

O primeiro passo é avisar o Canada Post para fazer o “mail forwarding” para sua casa nova, a partir do dia da mudança. Esse serviço é uma mão na roda, pois toda a correspondência será redirecionada ao novo endereço pelos correios por um tempo, conforme o valor da taxa que você pagar. Lembre-se, no entanto, que este é um serviço dos correios do Canadá, o remetente não fica sabendo disso. É, portanto, somente um lembrete do que você esqueceu na listinha de avisar quem teve a carta redirecionada – o problema tem que ser resolvido na raiz, ou seja, trocando o endereço no cadastro do remetente.

Depois disso, o essencial é trocar o endereço nos documentos, até por uma obrigação legal quanto a isso. É possível atualizar online o endereço em sua driver licence (a nova carteira de motorista virá pelo correio, pois ela serve como comprovante de endereço no Canadá) e o OHIP, sendo que o cartão de saúde continua o mesmo. Depois, as seguradoras. Não vá ficar sem seguro válido por esta distração! Também avise a Canada Revenue Agency (online, através da My Account). Faça modificação junto à sua empresa e anteriores (para que mandem o T4 no ano que vem), nos seus trabalhos voluntários, na sua empresa de benefícios e de pensões, e no seu sindicato.

Depois, atualizar o endereço junto aos bancos, para contas-correntes, cartões de crédito e financiamentos como a mortgage e a financeira do carro. Não esqueça do PayPal e do cartão Presto, do transporte coletivo. Todos normalmente dão pra fazer online. Em seguida, é a vez das utilities, como internet, operadora do celular, cabo e empresa de energia elétrica e de gás. Aí vem os profissionais e empresas que cuidam da sua saúde (médico, dentista, psicólogo, fisioterapeuta), da saúde de seu pet (veterinário, grooming) e da saúde do seu veículo (a loja que o vendeu, a oficina onde você faz manutenção e a CAA).

Também não dá pra esquecer de comunicar o novo endereço a instituições com quem você contribui financeiramente: sua igreja, seu partido político e outras caridades. Se você participa de associação de ex-alunos, também atualize. Bom, também vamos atualizar onde você acumula seus suados pontos para ter algum benefício, e que geralmente tem cadastro independente das empresas-mãe: Air Miles, Optimum, Triangle, PetroPoints, etc.

Acabou? Não, ainda falta atualizar seu resumé e seu cadastro em todos os lugares onde você aplicou para seu sonhado emprego. Senão, ele nunca chegará!

Ufa! Que trabalhão! Mas necessário, para que você não suma do mapa e continue a ter seus contatos!

Felicidades na casa nova!

Sobre José Francisco Schuster (61 artigos)
Com quase 40 anos de experiência como jornalista, Schuster atuou em grandes jornais, revistas, emissoras de rádio e TV no Brasil. Ao longo dos últimos 10 anos, tem produzido programas de rádio para a comunidade brasileira no Canadá, como o "Fala, Brasil" e o "Noites da CHIN - Brasil". Schuster agora comanda o programa "Fala Toronto", nos estúdios do Jornal de Toronto.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: