Quem, afinal, pode entrar no Canadá?

Com tantas informações diferentes, essa pergunta tem persistido entre as comunidades de imigrantes

Foto: Caribb.

Gabriel Melo Viana é consultor de imigração

Com tantas informações diferentes e novas, uma pergunta tem persistido entre as comunidades de imigrantes aqui no Canadá: Quem, afinal de contas, pode entrar no Canadá nesse exato momento?

Se você é cidadão canadense, residente permanente, e não tem sintomas de Covid-19, você pode embarcar ao Canadá. Se você estiver vacinado com as duas doses, você estará isento de quarentena, mas ainda terá que apresentar teste PCR no momento do embarque e fazer o teste também ao desembarcar. Se você não se encaixa nessas categorias, você tem que se encaixar em alguma exceção que lhe permita embarcar.

Pais, cônjuges, parceiros em união estável, namorados e filhos – incluindo enteados de residentes permanentes ou canadenses – podem vir, desde que comprovem que ficarão mais de quinze dias no país. Já os familiares, exceto namorados, de residentes (com visto de estudo ou work permit, por exemplo) podem vir, mas não têm a entrada 100% garantida, quem decidirá é o oficial da imigração na entrada. Outros familiares, como tios ou irmãos, não podem vir.

Quaisquer outras pessoas, incluindo familiares de quem está indocumentado no país não poderá entrar no Canadá por motivo de reunião familiar.

Outros motivos podem justificar a entrada no Canadá, como por exemplo você ser um estudante, trabalhadores sob permissão de trabalho, ser alguém que teve a residência permanente aprovada e vem fazer o landing. Esses podem vir e provavelmente entrarão, lembrando que a decisão final ainda é do oficial na fronteira ou aeroporto.

Vale salientar que as regras de isenção de quarentena para quem está 100% vacinado também se aplicam àqueles que não sejam residentes permanente ou canadense e estejam autorizados a viajar para cá.

Motivos de compaixão também podem ser arguidos, como por exemplo vir ao Canadá para tratar de alguém que está doente ou funeral de alguém – desde que sejam canadenses ou residentes permanentes. Nesses casos, deve haver solicitação prévia à Imigração antes da viagem. Isso significa que se você vem cuidar de alguém que esteja aqui como estudante, você não é elegível para embarque.

Se você não se encaixa nas situações mencionadas ou em poucas outras que existem, você não pode embarcar para o Canadá e, mesmo que aqui esteja, se sair do país, provavelmente não conseguirá retornar. Se você estiver indocumentado, recomendamos não sair do Canadá e ouvir o podcast “Como eu posso me regularizar no Canadá?”.

Canadá abrirá as fronteiras para visitantes totalmente vacinados

A partir de 9 de agosto de 2021, estadunidenses ou portadores de Green Card que estiverem completamente vacinados poderão entrar no Canadá. Além disso, a partir dessa data, não haverá mais a exigência da quarentena em hotel.

Em 7 de setembro essa regra se estenderá a cidadãos de qualquer país, desde que vacinados com alguma das vacinas aprovadas pelo governo canadense. Não se aplicarão mais as limitações antes impostas para aqueles que estejam vacinado. Você deverá apresentar o seu comprovante de vacinação (com tradução certificada, se necessário) no aplicativo ArriveCAN antes de voar ao Canadá.

Aos que não estão vacinados, ou que receberam alguma vacina que não esteja na lista, ainda se aplica as restrições anteriores. Por exemplo, está permitida a entrada dos pais, cônjuge, namorado ou filhos de cidadão canadense ou residente permanente, mesmo que não vacinados. Nesse caso, deverão fazer a quarentena obrigatória de 14 dias, dessa vez em casa.

As vacinas, até o momento, aprovadas pelo Governo do Canadá são AstraZeneca, Pfizer, Moderna e Johnson; contudo, o governo provavelmente irá continuar revisando as vacinas autorizadas e é possível que venha, em outro momento, aceitar mais vacinas, como as outras autorizadas pela Organização Mundial da Saúde.

Vale lembrar que se você está no Brasil (ou qualquer outro país), não deve deixar de se vacinar se a vacina disponível em seu local de residência não estiver na lista do Canadá ou União Europeia. Essas listas devem ir sendo atualizadas com o tempo. Quanto mais pessoas se vacinarem – seja qual vacina for – menos restrições virão no futuro, e poderemos todos voltar à normalidade tão almejada.

Sobre Jornal de Toronto (701 artigos)
O Jornal de Toronto nasce com o intuito de trazer boa notícia e informação, com a qualidade que a comunidade merece. Escreva para a gente, compartilhe suas ideias, anuncie seu negócio; faça do Jornal de Toronto o seu espaço, para que todos nós cresçamos juntos e em benefício de todos.

6 comentários em Quem, afinal, pode entrar no Canadá?

  1. Olá Gabriel,

    Tenho PGWP, minha mãe tem as 2 doses da Astra Zeneca. Ela pode vir visitar os netos em agosto por 1 mês, ou fica a critério do oficial aqui a decisão? Os netos não tem PR nem citizenship

    Obrigada!
    Manuela

  2. Olá Manuela,

    Sua mãe pode vir ao Canadá, pois é sua familiar direta e você tem status no país. Sempre gostamos de informar o que diz a lei: ou seja, a entrada dela fica a critério do oficial na chegada. Mas, de modo geral, as chances de que a entrada dela seja negada são relativamente pequenas.

    Espero que tenha lhe ajudado e desejo uma boa viagem à sua mãe.

    Atenciosamente,

    Gabriel

  3. Sou canadense e minha mãe mora em Israel e já está vacinada com as 2 doses da Pfizer. Ela pode vir para o Canadá? Precisa fazer quarentena?

  4. Olá, David. Ela pode vir sim e está isenta de quarentena desde que apresente os comprovantes no aplicativo ArriveCAN e na chegada ao Canadá. Boa viagem à sua mãe.

  5. Sou residente permanente. Meus pais precisam justificar o motivo de entrada no pais? Non-discricionary reason?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: