Quatro anos de Jornal de Toronto!

Integração e resiliência num ano de pandemia

Ilustração de Fabio Ludesi.

Alexandre Dias Ramos é editor

No dia 1 de julho de 2017 foi lançado o Jornal de Toronto. Quatro anos nessa aventura que é a produção de um jornal comunitário de língua portuguesa em terras canadenses. Na verdade, e poucos sabem disso, a primeira sementinha do JdeT foi gestada já em 2012, numa viagem de prospecção que fiz a Toronto, quando, ao conhecer as mídias em português da cidade, vi que haveria espaço para uma publicação com matérias de opinião. No ano seguinte vim morar no Canadá, e passei pela via crucis que todo recém-chegado passa: tentar falar e entender inglês, tentar algum emprego sem o tal inglês, tentar ultrapassar os inúmeros obstáculos burocráticos para ter o visto permanente, e toda a ansiedade e incerteza que tudo isso traz, e pouco ajuda, no desenvolvimento de uma vida “normal” no novo país.

Sob o ponto de vista do Jornal, esse tempo prévio ajudou muito a entendermos melhor a comunidade e também a dinâmica do mercado editorial de Toronto. E então, aos poucos, uma e outra pessoa foi sendo convidada a participar do projeto, outros se juntaram à equipe, de modo que no final de 2016 foi formado um grupo muito coeso, e em março de 2017 já tínhamos colunistas e conselho editorial a todo vapor. Projeto gráfico, perfil editorial e website sendo estruturados, passamos a fechar parcerias institucionais importantes, e finalmente em 16 de junho lançamos nosso vídeo inaugural, que em duas semanas obteve 10 mil views – lembrando que na época havia em torno de 14 mil brasileiros em Toronto. Desta forma, o lançamento do dia 1 de julho foi um grande sucesso, e de lá pra cá, 650 matérias e 270 podcasts depois, podemos hoje olhar para trás e nos sentir satisfeitos, honrados e agradecidos pelo apoio que a comunidade tem nos dado.

Manter uma publicação de pé pode parecer fácil, mas não é. Como se diz no mundo editorial, “papel aceita tudo”; porque, afinal, basta mandar imprimir seja lá o que for. Mas o desafio é muito maior quando se deseja publicar um jornal de qualidade, é preciso ter uma equipe competente, engajada nas melhores práticas do jornalismo e, principalmente, ter um forte intuito pedagógico, para compartilhar conhecimento relevante. Feito o texto, cada matéria passa por uma complexa série de etapas (revisão, editoração, pesquisa e copyright de imagens, parcerias, produção e pós-produção, distribuição e marketing) para finalmente chegar até nosso leitor. Adicionemos aí as dificuldades inimagináveis de um ano e meio de pandemia…

E aqui eu gostaria de fazer um agradecimento especial aos nossos leitores, que seguem firmes com a gente, com ou sem edição impressa. Sim, infelizmente tivemos de parar de imprimir em abril do ano passado, mas nosso público fiel migrou para o online – e cresceu, pois o número de leitores dobrou. Passamos então a produzir mais conteúdo, e lançamos em 2020 três novos programas de podcast, que alcançaram fronteiras “nunca dantes navegadas”: o podcast “Fala Toronto” já foi ouvido em 307 cidades em 21 diferentes países, o “REVERB” em 251 cidades de 36 países, e o “Conversa Fora”, co-apresentado por este que vos fala (junto com aquele sujeito que atende por Nilson Peixoto), já foi ouvido em 500 cidades de 46 países!

Nilson Peixoto e Alexandre Dias Ramos gravando o programa “Conversa Fora”, nos estúdios do Jornal de Toronto.

Tem mais: hoje, dia do nosso “niver”, temos o prazer de lançar mais um programa, o podcast “Como Imigrar para o Canadá?”, apresentado por Gabriel Viana, que ajudará muito aqueles que desejam morar no país.

Seguimos, portanto, nossa missão de levar ao público um conteúdo equilibrado e informativo, prezando sempre a inteligência e o respeito de nosso leitor. E se conquistamos tanto prestígio em tão poucos anos, é porque escritores, leitores e anunciantes construíram juntos esse belo projeto de integração das comunidades de língua portuguesa. Como editor-chefe do Jornal de Toronto, agradeço imensamente em nome de toda a equipe.

Em 2019 teve festa e bolo, em 2020… não deu, e esse ano ficam então as palavras: Parabéns a vocês, nessa data querida, muitas felicidades, muitos anos de vida!

Para relembrar

Em outubro do ano passado, dei uma entrevista para Arnon Melo, do Conselho Brasileiro de Cidadania de Ontário:

No aniversário de 3 anos, eu e o Nilson falamos dos bastidores da redação, do processo de criação e produção do Jornal de Toronto:

No aniversário de 2 anos do JdeT, membros da equipe e colaboradores deram seus depoimentos sobre o Jornal:

Sobre Alexandre Dias Ramos (21 artigos)
Alexandre é editor-chefe do Jornal de Toronto, mestre em Sociologia da Cultura pela FE-USP, doutor em História, Teoria e Crítica pela UFRGS, e membro-pesquisador da Universidade de São Paulo. É editor há 20 anos e mora em Toronto, Canadá.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: