Abril traz ressentimentos e críticas

Seus motivos pessoais devem estar entrando em choque com interesses bem mais poderosos

Retrato de Barack Obama criado por Nicole Caulfield, feito a lápis de cor sobre papel, a partir de uma fotografia de Daniel White durante um comício em New Hampshire. Fonte: Flickr.

Pai Elton é astrólogo

Estou terminando de ler Promised Land, livro lançado este ano por Barack Obama. Nele, o autor se concentra mais no período em que concorreu à presidência e quando foi, de fato, presidente dos Estados Unidos por oito anos.

No começo do seu primeiro mandato, Obama recebia muitas mensagens dos cidadãos americanos. Algumas delas se mostravam bem amargas em relação à decisão do seu governo de resgatar do abismo as instituições financeiras na época. Nesses desabafos, havia muita raiva, ou até um senso de traição, por conta dos que se demonstravam impotentes frente ao que estava acontecendo.

“Ao colocar meus filhos para dormir hoje à noite e lutar contra o pânico que ameaça me consumir, eu percebo que, como mãe, eu não terei a mesma oportunidade que meus pais tiveram. Eu não poderei olhar para os meus filhos e falar para eles honestamente que, se você trabalhar duro e se sacrificar bastante, qualquer coisa é possível. Eu aprendi hoje que você pode fazer todas as escolhas corretas, tomar todas as decisões certas. E que, ainda assim, elas podem não ser suficientes, porque o seu governo lhe derrotou.” (p. 267)

O mais intrigante é que a energia que eu descrevo através das palavras traduzidas acima pode muito bem se aplicar ao que passa a acontecer neste mês também.

Entre 5 e 24 de abril, planetas pessoais como Sol, Vênus e Mercúrio, transitando em Áries, fazem quadratura (ângulos de noventa graus) ao planeta Plutão em Capricórnio. Por isto, muitos devem se sentir particularmente fragilizados. Os seus motivos pessoais devem estar entrando em choque com interesses bem mais poderosos. Difícil mesmo é colocar em prática todo o nosso potencial quando há aparentemente um boicote, muitas vezes velado ou fora do nosso controle.

Já nos últimos dias do mês, o grande desafio é conseguir fazer com que as motivações pessoais consigam ultrapassar as críticas, muitas vezes destrutivas infelizmente. Isto se deve primariamente a uma outra quadratura no céu; por causa dela, os planetas pessoais citados anteriormente se estranham, desta vez com o planeta Saturno no signo de Aquário. Assim vai ser difícil para nós lidar com a arrogância daqueles que pensam que já nasceram sabendo tudo.

Para que tudo flua melhor, o mais importante é não baixar a guarda, apesar dos desafios no decorrer do caminho. Não há assim como voltar mais atrás. O essencial agora é que enfrentemos o que está por vir. Portanto, boa sorte a todos!

Pai Elton é um astrólogo que atende em Toronto e que conta com mais de 20 anos de estudos e prática na área. Para maiores informações sobre consultas, visite Pai Elton Astrology no Facebook.

Sobre Jornal de Toronto (725 artigos)
O Jornal de Toronto nasce com o intuito de trazer boa notícia e informação, com a qualidade que a comunidade merece. Escreva para a gente, compartilhe suas ideias, anuncie seu negócio; faça do Jornal de Toronto o seu espaço, para que todos nós cresçamos juntos e em benefício de todos.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: